terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Mensagem do Coringa

Uma grande fã do ator Heath Ledger, chamada Patricia Zogbi, nos enviou uma análise do perfil e da mensagem que o Coringa nos traz. É uma análise bem interessante, rica em cidadania e comparações do mundo fictício com o real. Fantástica!

Leia:

O filme 'Batman - O Cavaleiro das Trevas', foi o único filme que o Coringa realmente causou grande impacto. Digamos que o Heath, com uma atuação perfeita, conseguiu realmente passar a mensagem do personagem, tirando dos gibis, do cinema e conseguindo transportá-lo para o mundo pelo qual nós chamamos real. Mas ai eu me pergunto: Será que nós podemos chamar esse mundo de real? Essa foi a mensagem principal do Coringa. Nós chamamos algo de real quando é verdadeiro, certo? Mas esse mundo está cheio de regras e mentiras da sociedade, que acaba ofuscando o quê e quem nós realmente somos.

Vamos analisar um pouco as cenas e frases do Coringa...

Em uma de suas primeiras cenas, ele diz o seguinte: "Eu acredito que o que não nos mata, nos deixa mais... estranhos!"
Para as pessoas, o Coringa é estranho e um louco psicótico. Essa frase ao decorrer do filme, se encaixa exatamente com o que aconteceu com o Dent (Duas Caras). Ele não morreu, mas ficou estranho e louco a vista da sociedade.

Outra frase também dita pelo Coringa: "Eu sou como um cachorro correndo atrás de um carro, se ele parasse eu não saberia o que fazer."
Na verdade, essa frase não se refere ao Coringa, e sim a sociedade. As pessoas que seguem as regras são como cachorros correndo atrás de dinheiro e planos, se esse sistema parar, e alguém introduzir o caos e não seguir a regras, as pessoas não saberiam o que fazer.

A cena dos barcos é muito interessante, onde há um barco cheio de presidiários e o outro com pessoas "normais" seguidoras de suas regras. Ali ele quis mostrar que em uma situação de desespero todos nós temos um pouco de Coringa dentro de nós, e que os planos e regras não valem de nada, pois as pessoas seriam tão assassinas quanto os presidiários.

"A loucura é como a gravidade, só precisa de um empurrãozinho."
O sentido dessa frase é que as pessoas consideram o Coringa um louco, mais em uma situações aonde não se pode levar as regras em consideração, todo mundo pode virar um Coringa.

O Coringa é um anarquista, ele se dedica ao caos e gosta de desestabilizar a crença dos outros, crença essa que faz parte de uma sociedade que a seu ver é toda errada. Sua mensagem é que as regras são inúteis e que em uma situação de pânico ninguém segue as regras, é cada um por si. Para ele também, as pessoas são manipuláveis e até os bandidos tem regras. O Coringa não é manipulável, não tem o que se usar contra uma pessoa assim. Ele não é um louco psicótico, ele é um gênio e o retrato contrário de uma sociedade errada com regras inúteis.

Sem dúvida o Heath faz a sua parte. Ele conseguiu fazer o Coringa penetrar aqui fora, fazer as pessoas pensarem sobre tudo o que anda acontecendo. Só espero que ninguém siga realmente a mensagem do Coringa.
hauhauhau...

O Heath não tinha a cabeça fraca, ele tinha capacidade para fazer esse papel. O personagem pode ter mexido com ele, mas não o afetar de tal ponto a tirar sua vida. Ele sempre teve insônia e o Coringa realmente o deixou empolgado a ponto de ter idéias a todo o momento, ele fez um personagem perfeito sem dúvidas, e ele considerava o melhor papel de sua vida. Mas quem toma remédios demais para dormir e não dorme, acaba tendo alucinações. Não foi culpa do Coringa a sua morte, e infelizmente Heath tomou remédios de mais e acabou falecendo.
Mais fica na memória e em nossos corações um ator excelente e capacitado para fazer qualquer tipo de personagem, e que acima de tudo, como ele disse uma vez: "Um dia eu vou morrer mais meus filmes irão viver por mim."


Ps: Quero agradecer a Patricia, por ter nos enviado essa sua análise, que achei super legal e muito interessante do seu ponto de vista.
Parabéns!
Realmente se analisarmos, percebemos o quanto o Coringa é o oposto do mundo, mais que ao mesmo tempo, todas as pessoas possam se passar por ele também.
Adorei!
Obrigada Patricia, por compartilhar esse material tão maravilhoso com a gente.
A equipe HLB lhe agradece pela colaboração e pelo carinho!
Um grande beijo a todos!
;D

4 comentários:

Anônimo disse...

Adorei esta análise, so uma pessoa inteligente e sensível Patrícia consegie fazer uma análise destas. Eu que assisti a este filme no cinema umas 03 vezes, consigo ver enchergar tudo isso que vc escreveu. No nosso mundo real é a mais pura verdade, vivemos seguindo regras, para fazer parte de um grupo, mas no íntimo de nos todos gostaríamos de ser como o Coringa, onde a nossa vontade e a nossa verdade e que deveriam prevalecer nem que para isso, tivessemos que destruir o mundo.
Parabéns para voce....

Nira Campos - São Paulo

Gui disse...

cara adorei esse análise foi perfedito
eu acho que ela consegui perceber exatamente pq ue o coringa queria nós falar
PARABÉNS ;;;;;;;;
ESSE BLOG TÁ MUITO MASSA ;;;

Anônimo disse...

Ator de inestimável talento, deixou-nos num momento mágico de sua carreira e talvez o mais difícil. Todo amor e carinho tenho para com este ator que tocou a alma de seus fãs!

Anônimo disse...

Porque as pessoas tao brilhantes se vão tao cedo